1.6.16

Aos poucos a gente realiza!

Fala galera!

Desde que eu entrei na aviação, sempre tive vontade de crescer na empresa e consequentemente voar internacional. Ano passado, para a surpresa de alguns da minha turma da base Campinas, fomos chamados pro treinamento do A330. Foi um passo grande! Mais um equipamento para estudar, mais cheque, mais recheque. Quanto mais equipamento na carteira, que habilita a gente a voar, a dedicação nos estudos é maior. Afinal, cada avião tem suas particularidades e diferenças.
Feito o curso por 1 semana, fiz as provas, veio o cheque e finalmente: habilitada para voar!

O meu primeiro voo internacional foi o AD9312 no dia 03/01/2016. Pressentia que este ano seria cheio de novidades e de fato, desde que ele começou, está sendo!


Uniforme passado, banho tomado, era hora de me arrumar para então me apresentar pro voo. 
Cheguei no terminal toda nervosa e ansiosa. Parecia o meu primeiro voo da vida.

Não eram 4 pessoas que eu tinha que me apresentar, eram 12! Que galera, rs.
Graças a Deus minha primeira trip, assim como as outras também, foi super legal. Todos tiveram paciência comigo. Porque olha, precisava! haha Era muita coisa, muitos detalhes para lembrar. E nada como a prática, né galera? Um coisa é estar lá no treinamento escrevendo tudinho, bem outra é dar a cara a tapa.  Afinal, não eram mais 118 passageiros e sim quase 270! 
Entrei no avião, chequei minha estação e já começou o embarque! 

-olá, boa tarde. -Olá, bem vindo! -olá senhora,  bem? -oi pequena, vai ver o Mickey?
 E assim por diante..



Todos embarcados e passado os procedimentos de emergência. Sentei no meu assento.
Pronto, ali tive que me segurar pra não chorar. Lembrei da Débora entrando no cursinho de comissária, depois fazendo a ANAC, passando pela seleção, iniciando treinamento, fazendo o primeiro voo solo. Tudo passou na cabeça. Eu, recém feito meus 20 aninhos de idade já fazendo um voo internacional. Uou. Que alegria! Bom, ao mesmo tempo que estava deslumbrada, sabia a tamanha responsabilidade. Por isso segurei a emoção!
O voo foi super tranquilo. Bem diferente do que eu estava acostumada. 
Passa almoço, bebidas, repasse de bebida, recolhe lixo, faz ronda, ajeita banheiro, passa água, conversa com passageiro, passa café da manhã, repassa bebida, recolhe lixo de novo, checa... Cansa viu?! Mas é super gratificante quando você senta para pousar e pensa que há 8 horas atrás você estava em um país e agora você está em outro. Que tudo ocorreu bem!
Tem pontos negativos o voo? Olha, digo que não considero negativos. Tem o fato de ser cansativo, de passar fuso, pressurização ser maior, mas não acho ser algo negativo. Considero consequências do trabalho mesmo, que tem tanto nos voos nacionais quanto no internacional. 
Eu costumo falar que não importa o destino, o importante é fazer o seu trabalho com leveza e alegria. Tudo é um aprendizado! 
Chegando no hotel, dormi por muitas horas, pois de fato estava bem cansada. 
Quando acordei, tomei café e fui caminhar pela quadra do hotel, para ver localização e respirar aquele ar geladinho que estava no dia. Depois disso peguei a van do hotel e fui pro shopping onde a maioria dos tripulantes vão.


(o hotel que ficamos)




Orlando e Miami são muito grandes, então eu tentei administrar meu tempo para poder curtir bem o pernoite.
Fiz algumas comprinhas, claro, mas nada exagerado. Coisas básicas pra mim, pro meu namorado e família. Shampoo, creme, fone de ouvido. Coisas bem singulares mesmo, até porque tripulante não pode trazer nada, pois não temos cotas. Se quiser saber mais Leia aqui. 
No primeiro voo para Orlando eu fiz basicamente isto: shopping e caminhada.
Em um outro voo eu e alguns da tripulação alugamos carro, fomos para a Disney Springs à noite e foi SUPER divertido. 
Também peguei busão, andei na Orlando Eye, fui em todas as lojas convencionais e enfim, aproveitei bastante!














Eu fiz 5 voos internacionais no mês de Janeiro todo, o restante dos dias ganhei folga, reserva e sobreaviso. Porém não fui acionada, então fiz estes voos somente. 
Depois disto não voei mais internacional. Estes voos era para "quebrar galho" na alta temporada. Após algumas aeronaves foram devolvidas, reduziram um pouco o fluxo de voos pra lá e então fiquei de "stand-by" para retornar ao voo quando precisassem, 
Não achei isto ruim, pelo contrário! Pra mim já tinha sido um ganho e tanto participar 1 mês dos voos pra lá! 
Saí de férias e alguns da minha turma retornaram nos voos, então acho que assim que eu voltar a voar, há chances de aparecer algum voo na escala! 


A reflexão que tiro de tudo isto que estou vivendo, é que realmente se a gente deseja muito algo, isto pode se tornar realidade. Todas as pessoas que me conhecem sabe que sempre quis voar internacional e quando fui chamada pro treinamento do A330, fiquei extremamente grata e realizada! 
Agora preciso continuar a me empenhar no Inglês para quem sabe, futuramente, virar chefe de voo!
É pondo metas na vida que a gente corre atrás e realiza! 


Sonhe alto e lute pela realização! Aos poucos, tudo se torna realidade!

Um beijo!

15 comentários:

  1. Lindoo!!! Vem muito mais pela frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Digo, e pra você também, tenha certeza! beijão!!

      Excluir
  2. Que orgulho Dé! Acompanho teu blog e já sentia falta desta energia. Estou na minha fase de realizar meu sonho, objetivo, meta, é uma mistura de sentimentos. Ver que uma pessoa como tu dedicada e extremamente abençoada recebe todas essas conquistas me motiva cada vez mais! Beijos e saudades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, obrigada por todo o carinho de sempre! Morro de saudade de você! Sempre torcendo por ti e pelas tuas conquistas! Um beijão <3

      Excluir
  3. Achei isso e não pude deixar de pensar na guria do Rio Grandê de 17 anos que disse que queria ser comissária de bordo na JMJ. Que felicidade ao ler isso. Todo sucesso do mundo pra tu! (bem pernambucano). Deus te abençoe e que seus sonhos sejam cada vez maiores! Rezo sempre por ti. Beijo! Leo Basto. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo! Quanta alegria te ver passando por aqui. Lembrança boa, de quando esta profissão era algo que almejava tanto e me ver realizada não tem preço. Deus é muito bom! Obrigada por fazer parte da minha vida, mesmo que distante.
      Passe sempre por aqui, vou dar uma atualizada logo logo. E não precisa sumir viu?! hehe
      acompanho sempre tu e tua guria, fico muito feliz por vocês e pode ter certeza que sempre estás em minhas orações! Grande abraço!!

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ainda quando fazia o curso de comissária, achei seu instagram, fiz um comentário em uma foto sua,uma ainda de quando você estava fazendo o curso, fiquei muito feliz de ver suas fotos desde o curso até quando já estava com suas asas na Azul, e para minha surpresa você respondeu, me incentivou e disse que com fé chegamos lá, isso foi em outubro ou novembro de 2014. Para minha surpresa, 5 meses depois foi minha vez de colocar em prática todo o processo que li em seu blog, desde o telefone sendo chamada para a primeira fase, email de aprovação e segunda convocação, 20 dias de ânsia para o resultado da segunda fase, até que veio a esperada ligação. Chorei no telefone quando o RH da Azul me ligou, mas meu final não foi tão feliz quanto o seu, a crise veio, nos deixou de stand by, todos os dias pensava em quando estaria voando, 2015 foi regado a esse pensamento. Até que 2016 chegou e trouxe o telefonema mais doído da minha vida, fui dispensada, não haveria contratação esse ano. Um desabafo, a vida tem dessas coisas. Você é linda, e seu instagram ainda é um dos meu favoritos entre as comissárias. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcela, me emocionei com teu comentário. De verdade! Continue! Continue batalhando e lutando para a realização do teu sonho. Eu sei que não é fácil, nada nesta vida é. Mas não desanime, não deu nesta, tenta na outra e outra.. e quantas vezes for preciso. Sei que não está sendo um ano fácil, mas espero e tenho Fé que logo logo as coisas melhorarão na aviação e tu estará entre nós! Com certeza você é uma pessoa capaz de estar onde quer estar! Torcendo por ti, desde 2014! Um grande abraço! "um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutastes." - lembre disso, sempre e acredite! ;)

      Excluir
  6. começou trabalhar como comissária com que idade? Tem chance da empresa contratar um comissário com 18 anos? O curso de inglês já tenho (:
    beijoo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Entrei exatamente com 18 anos!! ;) Tem muitas chances sim!! Beijo e obrigada pela visita no blog <3

      Excluir
  7. Adorei seu jeitinho de contar um acontecimento que te marcou tanto viu .... que delícia, que emoção, deve ter sido um momento único mesmo. Parabéns lindona pelo blog, pela coragem e por incentivar todos nós a acreditar nos nossos sonhos. Continue a na... ops, no seu caso é continue a voar e nos levar longe com com você em seus relatos!!!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelas conquistas. Eu nunca tinha pensado nisso de o comissário não ter uma cota de bagagem para levar, uma pena para quem quer fazer mais compras.

    ResponderExcluir